Alunos da Multivix de Nova Venécia realizam visita técnica ao CRCES

Com a participação do presidente do CRCES, Haroldo Santos Filho, 47 alunos do curso de Ciências Contábeis da MULTIVIX de Nova Venécia ouviram uma explanação sobre o funcionamento do Sistema CFC/CRCs e também conheceram as oportunidades da carreira, além de participarem de uma visita técnica ao Conselho Regional de Contabilidade do Espírito Santo na manhã de terça-feira (30/05).

Alunos em visitação ao Plenário

      

Acompanhados pela coordenadora do curso, Sabrina Ferreira os alunos do 1º, 3º e 5º períodos do curso de Ciências Contábeis conheceram as atividades do Conselho nas áreas de Fiscalização, Registro e Desenvolvimento Profissional. Na ocasião, visitaram as instalações do Conselho.


Chefe do Setor de Fiscalização, Rodrigo Sanz; chefe do Setor de Registro, Kenia de Marchi e a chefe do Setor de Desenvolvimento Profissional, Erika Viana

Os alunos foram recebidos pelo Chefe do Setor de Fiscalização, Rodrigo Sanz, e pela Chefe do Setor de Registro, Kenia de Marchi que abordaram nas apresentações temas relacionados à ética da profissão e o Exame de Suficiência, além de apresentar o funcionamento do sistema CFC/CRCs. E também contou com a presença da Chefe do Setor de Desenvolvimento Profissional, Erika Viana, que apresentou os cursos do CRC oferecidos gratuitamente para os profissionais.

 

Sabrina Ferreira afirma que é muito importante que exista a parceria entre a faculdade e o CRC para que o aluno conheça a realidade do Conselho, o mercado de trabalho, quais serão suas atribuições, a amplitude dada à profissão e até mesmo a legislação que rege esse registro. “Às vezes, o aluno ingressa no curso pensando que só vai ser contador, mas não é assim, porque existe uma amplitude ao redor da profissão de contabilista”, ressalta Sabrina.

Marco Felipe, aluno do 5º período de Ciências Contábeis

Para Marco Felipe, aluno do 5º período de Ciências Contábeis, a visita foi esclarecedora. “Com a visita consegui entender melhor como funciona o Conselho, e a questão da fiscalização. Não tinha essa noção que eu tenho agora do CRC”, acrescenta Felipe.

Rodrigo de Oliveira, aluno do 3º período de Ciências Contábeis

Rodrigo de Oliveira, aluno do 3º período de Ciências Contábeis ressalta que a visita foi muito importante porque tirou a incógnita do CRC que olha somente para o profissional. “O Conselho tem tanta preocupação com o sistema contábil que olha mais para a sociedade do que para o contador. Não deixando o contador de lado, sempre aperfeiçoando e trazendo melhoria no seu desenvolvimento intelectual”, comenta Rodrigo.

Pedro Antônio Brito Campos, aluno do 3º período de Ciências Contábeis

Para Pedro Antônio Brito Campos, aluno do 3º período de Ciências Contábeis, foi surpresa saber da função precípua do CRC que é proteger a sociedade e não o profissional. “Eu pensava que o CRC era como um sindicato dos contadores e agora mudei minha visão porque entendi que o CRC é da sociedade”, explica Pedro.

Adimar Júnior, aluno do 5º período de Ciências Contábeis

Adimar Júnior, aluno do 5º período de Ciências Contábeis, explica que a visita mostrou o enfoque da contabilidade. “Existe a visão ultrapassada de que o contador serve só para calcular imposto, quando, na verdade, o profissional precisa ter um papel diferenciado para competir com o mercado que tem evoluído com a tecnologia, precisando se inovar sempre”, destaca Adimar.

A gestão do presidente Haroldo Santos Filho visa à interiorização no Estado, do trabalho do profissional contábil. “A aproximação do CRC com os municípios é de suma importância porque faz com que os alunos sintam-se reconhecidos e percebam a valorização da profissão”, completa Sabrina.