Auditores, o prazo final para cumprimento das Resolu√ß√Ķes CFC 821 e 851 √© dia 30 de junho

Auditores, os formul√°rios referentes √†s informa√ß√Ķes anuais ao Conselho Regional de Contabilidade ‚Äď CRCES pertinentes as Resolu√ß√Ķes CFC 821/97 e 851/99 est√£o dispon√≠veis.

Em atendimento as Resolu√ß√Ķes CFC N¬ļ 821/97 que Aprova a NBC P 1 ‚Äď Normas Profissionais de Auditor Independente com altera√ß√Ķes e d√° outras provid√™ncias e 851/99 que Aprova a NBC P 1 ‚Äď IT 1 ‚Äď Regulamenta√ß√£o do item 1.9 da NBC P 1 ‚Äď Normas Profissionais de Auditor Independente (anexas), lembramos √†s empresas enquadradas no item 1.9 que o prazo para efetuar o protocolo no Conselho Regional de Contabilidade¬†vence no dia 30/06/2018.

1.9 ‚Äď INFORMA√á√ēES ANUAIS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE CONTABILIDADE

1.9.1‚Äď O auditor dever√° enviar, at√© 30 de junho de cada ano, ao Conselho Regional de Contabilidade, na forma a ser regulamentada pelo Conselho Federal de Contabilidade:

a) as informa√ß√Ķes sobre os seus clientes, cuja sede seja a da jurisdi√ß√£o do respectivo Conselho, e que o objeto do trabalho seja a auditoria independente, realizada em demonstra√ß√Ķes cont√°beis relativas ao exerc√≠cio encerrado at√© o dia 31 de dezembro do ano anterior;

b) a relação dos nomes do seu pessoal técnico existente em 31 de dezembro do ano anterior; e

c) a rela√ß√£o de seus clientes cujos honor√°rios representem mais de 10% do seu faturamento anual, bem como os casos onde o faturamento de outros servi√ßos prestados aos mesmos clientes de auditoria ultrapassarem, na m√©dia dos √ļltimos 3 anos, os honor√°rios dos servi√ßos de auditoria.

1.9.2 ‚Äď Quando solicitado, o auditor dever√° disponibilizar e fornecer, no prazo de trinta dias, a rela√ß√£o de seus clientes e outras informa√ß√Ķes necess√°rias √† fiscaliza√ß√£o da atividade de auditoria independente.

1.9.3 ‚Äď A rela√ß√£o de clientes, referida no item 1.9.2, dever√° identificar as companhias abertas, institui√ß√Ķes financeiras e demais entidades autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, fundos de investimento, entidades autorizadas a funcionar pela Susep ‚Äď Superintend√™ncia de Seguros Privados, administradoras de cons√≥rcio, entidades fechadas de previd√™ncia privada, empresas estatais (federais, estaduais e municipais), empresas p√ļblicas, sociedade por a√ß√Ķes de capital fechado com mais de 100 acionistas e as sociedades limitadas que tenham o controle societ√°rio, direto ou indireto, das entidades referidas neste item.

1.9.4 ‚Äď As informa√ß√Ķes prestadas aos Conselhos Regionais de Contabilidade ser√£o resguardadas pelo sigilo, nos termos previstos nestas normas.

Modelo de ofício de auditoria

Anexo I – Informa√ß√Ķes de clientes

Anexo II – Informa√ß√Ķes de funcion√°rios

Anexo III – Informa√ß√Ķes de outros servi√ßos