SEMIN√ĀRIO REALIZADO EM VIT√ďRIA PELO CFC E CGU ABORDOU PARTICIPA√á√ÉO E CONTROLE SOCIAL

Na quinta-feira (9/8), o CRCES sediou mais uma etapa do Seminário Regional de Participação e Controle Social, fruto da parceria do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), firmada em 2017, que tem o objetivo de fomentar a criação de ouvidorias em todo o Brasil e de informar os gestores sobre as boas práticas de governança, o evento também é conhecido por Seminário de Transparência e Controle Social.

Para cerim√īnia de¬†abertura, a mesa de autoridades foi composta pelo Superintendente da Controladoria Regional da Uni√£o no Estado do ES, Glauco Soares Ferreira; a Ouvidora-Geral do Estado do ES, Aldic√©ia Lima Silva Andrade; o Ouvidor-Geral da Uni√£o, Gilberto Waller Junior; o vice-presidente de Registro do CFC, Marco Aur√©lio Cunha de Almeida (na ocasi√£o representando o presidente Zulmir Iv√Ęnio Breda); o presidente do CRCES, Roberto Schulze e o Secret√°rio de Estado de Controle e Transpar√™ncia do ES, Marcos Pugnal.

Na plateia prestigiando o evento, o Conselheiro do CFC, Carlos Barcellos Damasceno, o conselheiro do CRCES, Helder Catarino, os secretários de Controle e Transparência dos municípios de Vila Velha/ES, André Almeida, e Eliezer Soares de Cariacica/ES, acompanhado do Ouvidor-Geral, Ronaldo Dutra.

Essa parceria do CFC e o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), retomou as atividades, no dia 12 de abril, em Cuiabá (MT), com os Seminários Regionais de participação e Controle Social, conhecido por Seminário de Transparência e Controle Social.

 

Com a mesma metodologia utilizada nos eventos realizados no ano passado, o Semin√°rio, que j√° reuniu mais de¬† dois mil profissionais e percorreu diversas capitais.¬† O objetivo √©, tamb√©m, informar a sociedade sobre a import√Ęncia da comunica√ß√£o entre os entes federados e a popula√ß√£o beneficiada pelos servi√ßos p√ļblicos.

O CFC, sempre atento aos anseios dos profissionais da contabilidade e √† import√Ęncia do trabalho desses profissionais para o desenvolvimento social e econ√īmico do Pa√≠s, vem desenvolvendo importantes ferramentas sociais como a Ouvidoria; o subprograma Rede Nacional de Cidadania Fiscal (Observat√≥rios Sociais), mantido pelo Programa de Voluntariado da Classe Cont√°bil (PVCC); e o Portal da Transpar√™ncia.

O Conselho foi um dos primeiros parceiros do Observatório Social do Brasil (OSB), que tem o objetivo de estimular os profissionais a liderarem o processo de criação e operacionalização desses Observatórios nos municípios.  Atualmente há 126 observatórios sociais, que agem de forma preventiva, no fluxo de processos, antes que os recursos sejam gastos, em 16 estados brasileiros.

A Ouvidoria do CFC, por sua vez,¬† entra no seu quarto ano de funcionamento e j√° recebeu mais de 5 mil manifesta√ß√Ķes sobre os mais diversos assuntos ligados √† √°rea cont√°bil, com destaque para as √°reas de Registro e Fiscaliza√ß√£o. Em 2016, a Ouvidora implantou um sistema totalmente informatizado que agilizou o atendimento e o prazo de resposta.

Cuiab√° foi a primeira capital do ano a receber o evento que passar√° por mais nove cidade brasileiras. Al√©m de Cuiab√°, as capitais que receber√£o o Semin√°rio s√£o¬†Belo Horizonte (MG), 13/9; Goi√Ęnia (GO), 25/10; e Porto Velho (RO), 29/11. O Semin√°rio j√° aconteceu em Fortaleza (CE), 5/4; Curitiba (PR), 10/5; Florian√≥polis (SC), 21/6; Salvador (BA), 12/7; Recife (PE), 26/7; Vit√≥ria (ES), 9/8;

O semin√°rio, que tamb√©m conta com o apoio dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) e da Academia Brasileira de Ci√™ncias Cont√°beis (Abracicon), √© aberto aos profissionais da contabilidade, entidades p√ļblicas e √† sociedade.