CRCES REALIZA CAPACITAÇÃO PARA CONSELHEIROS

Na ter√ßa-feira (23), foi um dia marcado por muito aprendizado na sede do Conselho Regional de Contabilidade do Esp√≠rito Santo (CRCES). Os Conselheiros do Regional participaram de uma s√©rie de treinamentos sobre os procedimentos de fiscaliza√ß√£o no exerc√≠cio da profiss√£o cont√°bil. Os novos membros foram instru√≠dos acerca dos processos de fiscaliza√ß√£o e atua√ß√£o nas c√Ęmaras, a fim de que estejam aptos para a relatoria de processos.

Boas-vindas

Pela manh√£, o presidente do CRCES, Roberto Schulze deu boas vindas aos Conselheiros e agradeceu a presen√ßa de todos. O presidente ressaltou a import√Ęncia do trabalho realizado. ‚Äú√Č de suma import√Ęncia para os novos conselheiros e para os que tiveram o mandato renovado, conhecer sobre toda a legisla√ß√£o, para assim exercerem precisamente o trabalho de Conselheiro. E esses treinamentos n√£o se encerram hoje. Isso que tivemos foi s√≥ um in√≠cio de trabalho‚ÄĚ, explicou.

 

   

Os Conselheiros participaram de treinamento sobre a Resolu√ß√£o CFC 1309/2010, coordenado pelo vice-presidente de Fiscaliza√ß√£o, √Čtica e Disciplina, Reinaldo Marques. Nesta capacita√ß√£o o chefe do setor de Fiscaliza√ß√£o, Rodrigo Sanz explicou e esclareceu d√ļvidas sobre processos e julgamentos, demonstrando na pr√°tica como estes funcionam.

‚ÄúO objetivo principal de realizarmos esse treinamento foi capacitar os novos conselheiros, em virtude da elei√ß√£o da nova diretoria. Os conselheiros que julgam os processos na primeira inst√Ęncia e os que fazem a revis√£o em segunda inst√Ęncia tiveram a oportunidade de participar desse treinamento‚Äú, explica Rodrigo Sanz.

Fiscaliza√ß√£o Eletr√īnica

Al√©m de conhecer sobre as principais resolu√ß√Ķes utilizadas para relatar processos, foram apresentados os Manuais de Fiscaliza√ß√£o e de Reda√ß√£o do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e outras pr√°ticas realizadas durante a abertura e fechamento de um processo. Os Conselheiros aprenderam como funciona a fiscaliza√ß√£o eletr√īnica e seus tr√Ęmites.

O vice-presidente de Fiscaliza√ß√£o, √Čtica e Disciplina, Reinaldo Marques coordenou e participou do treinamento, e elogia a iniciativa do Regional de realizar essa capacita√ß√£o. ‚ÄúMuito boa iniciativa, porque assim o CRCES se aproximou mais dos Conselheiros, e a receptividade foi muito boa tamb√©m. Ent√£o, eu tenho certeza que de que esse treinamento vai ser bem proveitoso‚ÄĚ, explicou Reinaldo Marques.

Compet√™ncia das C√Ęmaras

√Ä tarde, com os membros integrados nos grupos de trabalho de cada c√Ęmara e com a participa√ß√£o de funcion√°rios do Regional, que mostraram efetivamente o funcionamento do √≥rg√£o deliberativo espec√≠fico, aconteceu a instru√ß√£o para os Conselheiros atuarem nas devidas compet√™ncias de cada c√Ęmara, conforme determina o Regimento Interno (Resolu√ß√£o CRCES N.¬į 342/2014).

 

 

O dia de treinamentos foi muito enriquecedor para os Conselheiros do Regional. Segundo o conselheiro Walterleno Noronha foi de grande valor essa a√ß√£o do CRCES. ‚ÄúFoi uma iniciativa fant√°stica, porque deu uma base para os conselheiros terem seguran√ßa no trabalho que est√£o fazendo. O treinamento √© fundamental para uma boa gest√£o‚ÄĚ, afirma o conselheiro.

‚Äú√Č claro que √© muito importante a reuni√£o, porque assim como eu existem outros conselheiros que foram eleitos pela primeira vez, ent√£o foi a primeira explica√ß√£o de como funciona os processos e quais procedimentos ser√£o adotados. Eu achei bem explicativo,‚ÄĚ conselheira M√īnica Fernanda Santos Porto Pires.

‚ÄúFoi muito bom e muito esclarecedor. E agora √© tirar as d√ļvidas e colocar em pr√°tica‚ÄĚ, conselheiro Rodrigo Sangali.